Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Lábios

O lábio é uma semi-mucosa com função de revestir a boca, e tem ainda em nossa cultura valor estético. Existem diferentes formatos e tamanhos de lábios a depender da herança genética.


Á medida que se envelhece, os lábios tendem a se tornar mais finos. Por razões estéticas, pode-se revolumizar os lábios com ácido hialurônico, devolvendo o aspecto jovial. Rugas periorais podem ser amenizadas com peelings médio-profundos e laser fracionado.


O ressecamento e descamação de lábios é muito comum e podem ser causados por radiação solar, clima seco/frio, alergias a batons e outros cosméticos, medicações, alimentos ácidos, ato de umedecer os lábios com saliva, uso de isotretinoina oral, cremes dentais, deficiência de vitaminas, como riboflavina, próteses dentárias inadequadas, dentre outros. O ideal é a eliminação do fator causal, quando normalmente os lábios retornam ao normal, a hidratação local e ingesta adequada de água diariamente. A radiação solar crônica leva a lábios ressecados e endurecidos, principalmente os inferiores, com máculas melanóticas. Em pacientes fotoexpostos cronicamente, podem surgir lesões de difícil cicatrização, pré cancerosas tipo queilite actínica e tumores malignos, apresentando-se como placas endurecidas que sangram frequentemente. A fotoproteção através de filtros labiais evita o surgimento destas lesões. A terapia fotodinâmica é um tratamento não invasivo com excelentes resultados para queilite actínica e tumores labiais.


Tabagistas costumam desenvolver, pela contração dos músculos de sucção, rugas verticais periorais, o “código de barras”, além de uma tonalidade acinzentada dos lábios, ressecamento e áreas espessadas e esbranquiçadas chamadas de leucoplasia, que podem após anos malignizar.  


Fibromas de atrito são comuns em lutadores ou naqueles com mania de morder os lábios. A exérese é possível por eletrocoagulação ou cirurgia, quando a regressão espontânea não for possível.


Os lábios são ainda sede de doenças como: herpes simples, aftas, líquen plano, pênfigo, viroses, monilíase( queilite/inflamação no ângulo da boca). Doenças sistêmicas podem desencadear lesões sugestivas em mucosa oral/labial, como diabetes, lúpus, imunodeficiências como AIDS e outras. Lábios pálidos podem sugerir anemia.


Qualquer lesão que dure mais de duas semanas em lábios ou na boca deve ser avaliada por um dermatologista.